Cobertura de Show – Rock Concha – dia 2

14/07/2019 - Concha Acústica do TCA

Por Junio Queiroz e Marcio Melo da POCILGA

Marcio e eu recebemos o convite de Ramon Prates (BahiaRock) para assistir e comentar o segundo dia do Rock Concha, que completou trinta anos. O festival aconteceu nos dias 13 e 14 de julho de 2019. Nesse dia tivemos as bandas Alquímea, Pedro Pondé (com participação da banda Rubatosis) e a grande atração do dia, a lendária Planet Hemp.

No fim da tarde a banda Alquímea abriu o evento tocando as músicas do álbum Flower Power (2017), o trio apresentou músicas que falam sobre preservação ambiental, sustentabilidade e que trazem críticas ao modo como vivemos na sociedade. Com grande influência do Blues e muito domínio instrumental, o trio animou a platéia que ainda estava se acomodando nas arquibancadas da Concha Acústica e ainda homenageou Raul Seixas com algumas das suas canções.

Logo após teve a apresentação de Pedro Pondé. O auditório já estava com mais pessoas e o público tomou conta da frente do palco para dançar. Pondé começou a apresentação com “Licença” e levou o público a cantar junto a maior parte do show. O cantor passava muita energia para o público enquanto sua banda parecia se divertir muito enquanto tocava. O grande destaque foi a apresentação da banda Rubatosis que tocou uma das suas músicas autorais. O grupo de garotos foi ovacionado pela platéia, a maioria estava de pé e aplaudindo. A surpresa foi o protesto feito por Pedro Pondé contra o atual presidente do Brasil, que levou o público ao delírio, e encerrou com Killing in the Name.

Vale ressaltar a participação do mestre de cerimônias e repentista (o qual infelizmente não lembro o nome) que segurou a animação do público que já ocupava mais da metade da Concha Acústica a espera de Planet Hemp.

Por fim, a atração principal subiu no palco. Planet Hemp tocou seus clássicos dos álbuns Usuário, Os Cães Ladram e a Caravana Não Para, e ainda, A Invasão do Sagaz Homem Fumaça. Mas a maior parte do repertório focou na parte hard core da banda. Durante a apresentação havia um telão mostrando alguns clipes antigos que fizeram muito sucesso na época da MTV e ainda incentivos para que o público protestasse contra o governo vigente. Planet Hemp não está consolidado à toa e fez um show de alto nível e com muita vibração. Mesmo com a perna machucada Marcelo D2 acompanhou BNegão e fez a felicidade do público que dançava nas arquibancadas ou pulava na roda em frente ao palco.

O evento foi pontual, não demorou para que as apresentações iniciassem e toda a estrutura passava conforto para o público.

Galeria de Fotos:

Você pode gostar também