Review – Álbum – Lasso – Amuo

Review – Álbum – Lasso – Amuo

A Lasso é uma banda de punk rock/hardcore soteropolitana, formada por Marcelo A. (guitarra e vocal), Fabiano P. (baixo) e Rodrigo G. (bateria). Surgiu em 2020 (uma banda pandêmica”, como definiu Rodrigo), e lançou seu primeiro EP, “S/T”, em 2021. Em 2022, após lives e ensaios usando máscara, veio o segundo EP, “Amuo”, um petardo de 7 músicas que dura pouco mais de 10 minutos, sendo lançado nos Estados Unidos pelo selo Sorry State e na Inglaterra pelo Static Shock.

O EP já começa “nervoso” com os 44 segundos de fúria de “Nêmesis”, que fala de uma terra arrasada (talvez o nosso país, principalmente de 2019 pra cá…). Em seguida, “Precipitações” surge igualmente acelerada, para depois mudar para uma levada mais “punk rock”, enquanto dispara versos atormentados. A terceira faixa, “Fechado em copas”, possui uma cadência mais quebrada, mas mantém a fúria nos vocais. Logo após, “Amuo”, que dá nome ao disco, traz um ótimo riff na introdução e um instrumental impecável. A letra parece um poema maldito e sombrio.

Atarantado”, a quinta faixa, tem uma levada bastante “ramônica”, bons riffs, desespero e desalento. As duas últimas, “Ausente e esquecido” e “Mendaz”, reduzem um pouco a velocidade, mas mantendo o peso e a qualidade instrumental, fazendo que você queira ouvir tudo de novo quando terminam (10 minutos é muito pouco!).

Com “Amuo”, a Lasso amplia a sonoridade da banda, em comparação ao primeiro EP, mais voltado para o hardcore. Com o retorno dos shows após a redução dos casos de COVID-19, a banda pôde enfim começar a se apresentar pelo Brasil, e sairá em turnê pela Europa em maio, deixando de se tornar uma banda “pandêmica” e mostrando sua fúria punk nos palcos do Brasil e do mundo.

Ouça no Spotify:

Marcel Aguiar

Marcel Aguiar

Natural de Alagoinhas, médico e frequentador da cena rock de Salvador há mais de 15 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.