Biscó

O Inicio

Tudo começou em julho de 2006 quando Arnaldo (guitarrista) junto com alguns amigos resolveu dar os primeiros passos daquilo que seria a Biscó.

Em pouco tempo (2007) surgiu a primeira formação inicialmente com vocal feminino e dois guitarristas, a Biscó tinha uma proposta punk/hardcore na linha do Devotos do Ódio, Blind Pigs, Garotos Podres.

No natal de 2007 dia 25 de dezembro a Biscó fazia seu primeiro show num festival beneficente idealizado pela banda, que reuniu 7 bandas de diversos estilos em Itabuna/BA.

Após esse show só restou na banda Arnaldo e Carla, que buscaram rapidamente novos integrantes e com isso novas influencias surgiram, então a Biscó passa a tocar apenas Hardcore Crossover.

O percurso

Dessa formação surgiu as composições do primeiro EP da banda gravado em um home estúdio em Ilhéus/BA, o (Abrindo Caminhos) trouxe 5 faixas tocadas em pouco mais de 7 minutos que criticam o desvio do caráter humano,
mídia e governo, foi ai que mudou completamente a historia da banda.

Esse EP nos levou ao Palco do Rock em 2009 e ao lançamento da coletânea Chocolate Groove, período em que participamos em diversos eventos na região além de coletivos e outro projetos paralelos.

Após esse período houveram mais mudanças na formação, encontramos Ebert (baterista) e mais uma vez passamos por uma reformulação no estilo agregando afinações mais baixas e elementos do trash metal.

Em 2011 acontece a baixa mais importante que definiu definitivamente outros caminhos para banda, nossa vocalista nos deixou e passamos a assumir um vocal masculino.

Nesse período de adaptação a banda passou por um hiato de 8 anos, entre idas e vindas até encontramos Ruan (vocalista) e enfim retomar as atividades.

2019 a Biscó volta aos palcos com um som mais maduro com influencias de sons como hatebreed, madball, RPD, Calibre 12 entre outros.

Atualmente

2021, Estamos produzindo um álbum cheio com músicas inéditas trazendo um som pesado, letras regadas a critica social e humana com muito ódio e violência.

Formação atual
Arnaldo – Guitarra
Ebert – Bateria
Ruan – Vocal

Mais violento, mais sanguinário, banda BISCÓ, de volta ao cenário

Ouça no Spotify:

Você pode gostar também