HEADHUNTER D.C. – MALEFACTOR – THE CROSS

17 de agosto de 2019 22:00

Groove Bar

Av. Almirante Marques de Leão, 351 - Barra, Salvador - BA, 40140-230

(71) 3267-5739

HEADHUNTER D.C. – MALEFACTOR – THE CROSS
Groove Bar – Barra/Salvador
17 de Agosto de 2019
22 Horas

Salvador terá, pela primeira vez juntos, 3 pioneiros do underground brasileiro em seus estilos.

Era maio de 1987 quando o Headhunter D.C. iniciou sua trajetória de 32 anos ininterruptos na música extrema. A banda mais antiga do death metal nordestino, com discos lançados em vários países, tocará músicas de seu novo álbum, que sairá no primeiro semestre de 2020, junto com clássicos de seus outros álbuns. Lenda viva do death metal sul americano.

1991 – o Malefactor, no início bastante influenciado por bandas como Headhunter D.C., Sepultura e Sarcófago, a partir de 1996 traria elementos sonoros ainda não difundidos no Brasil, mesclando death/black metal com o metal tradicional e a música épica/folk. Estilo híbrido que hoje existe espalhado por todo o planeta, mas que ainda não era feito na América do Sul até então. 6 discos depois, a banda continua entoando seus hinos de guerra nos palcos do mundo, marcando seu nome na história do metal brasileiro.

The Cross – a primeira banda brasileira de Doom Metal. Estilo que quase ninguém conhecia até então, quando muitos chamavam de metal lento. Em 1992 chegaram na cena, vindo com músicos de bandas ainda mais antigas, e tomaram de assalto o underground brasileiro na época. Com uma demo-tape na época, tocaram em vários locais do país, e são respeitados pelo mundo todo como um dos pioneiros desse estilo mórbido de metal. Depois de uma enorme pausa, retornaram para reconquistar seu espaço, já tendo lançado um EP e um Álbum, lançarão seu mais novo disco “Still Falling”, e sua nova formação, nesta noite.

Compareçam! Eventos assim ficam na história da cena local.

Estas 3 bandas já tiveram seus trabalhos reconhecidos dentro e fora do Brasil.
Apoiem estas bandas enquanto elas estão na ativa, fazendo metal de altíssimo nível, trazendo seus amigos, compartilhando o cartaz, incentivando bandas mais novas.

Underground baiano está vivo. Não se finja de morto.

Prepare o fígado, o pescoço e o coração. THE DARKEST CULT – ACT 2

Você pode gostar também