Cobertura De Show – Big Bands dia 3 – Maria Bacana e Úteros em Fúria

11/11/2018 - Groove Bar

A última noite do Festival Big Bands 2018 foi histórica: reuniu no Groove Bar duas das mais importantes bandas do rock baiano dos anos 90: a Maria Bacana, que após 20 anos de lançamento do primeiro disco, lançou o segundo ano passado (A Vida Boa Que Tem Os Dias Que Brincam Leves), e fez o show de lançamento neste show; e a Úteros em Fúria, ícone noventista que tinha retornado para um show há 5 anos, comemorando também 20 anos de lançamento de seu único disco, Wombs in Rage, e nesta noite comemorou 25 anos deste álbum. Pena que o público foi pequeno – talvez por ser uma noite de domingo, e parte do público já ter vindo nas noites anteriores do festival.

A abertura do show ficou com a Maria Bacana, que logo de cara “atacou” com as duas primeiras músicas do disco mais recente, “Volta” e “Telefonema”. A partir daí, alternaram canções desse disco com as do primeiro disco (homônimo), com direito à participação de Charlie, filha do baterista Macello, tocando violão em “Os dias que brincam leves”. No fim do show, um “bonus track”: uma música em inglês, da primeira fase da banda (“Get Out”). Se eles demoraram 20 anos para lançar um segundo disco, e mais de um ano para fazer o show de lançamento dele, como citou o vocalista André Mendes, esperamos que de agora em diante os shows – e discos – sejam mais frequentes…

Em seguida, a Úteros em Fúria também mostrou que o tempo não prejudicou em nada a performance destruidora da banda. Começando do mesmo jeito que começaram o show de 5 anos atrás, com “Queenie” praticamente “emendada” com “I wanna feel alright”, desfilaram os “hits” (pelo menos para o público da banda, né) do Wombs in Rage (só não tocaram 3 músicas do disco) – destaque para a participação de John (ou seria Tom?), filho do baterista Mário Jorge, tocando bateria em “You just follow all the rules”. Ainda houve espaço para covers: “Roadhouse Blues” (The Doors), “It´s so easy” (Guns ´n Roses) e “I wanna be sedated” (Ramones), que encerrou o ótimo show, que fez a galera pedir mais – só que a banda se desculpou dizendo que “não temos mais nada ensaiado”.

O Festival Big Bands terminou muito bem com a presença dessas duas bandas que, na visão de alguns, seriam considerados “dinossauros” do rock baiano, mas, como disse Maurão (vocalista da Úteros), “os velhinhos” ainda mandam muito bem no palco! Lembrando que Maria Bacana e Úteros em Fúria se apresentarão novamente dia 2 de dezembro, desta vez no Portela Café.

Galeira de Fotos:

Você pode gostar também